Notícias

15/06/2016 17:50

Baiano descobre que óleo de canela pode substituir morfina

“Utilização do óleo de canela (Cinnamomum zeylanicum) na obtenção de substâncias com potenciais atividades analgésicas”. Este é o nome do projeto apresentado pela equipe de trabalho liderada pelo doutor Saulo Capim, professor do Instituto Federal Baiano (IF Baiano/ Campus Catu), durante MILSET AMLTA (Movimiento Internacional para el Recreo Científico y Técnico América Latina), ESI-AMLAT 2016”, realizado no México, de 30 de maio e 3 de junho.

Composta por estudantes do ensino médio do curso técnico em química e pesquisadores da Universidade Federal da Bahia e da Universidade Estadual de Santa Cruz, além de Capim, a equipe conseguiu efetuar a síntese de três substâncias com potenciais atividades analgésicas e anti-inflamatórias, utilizando o óleo da canela como etapa chave, através de transformações de grupos funcionais por meio de reações de redução e oxidação, tendo a Química Orgânica como base e que serão utilizados em processos para inibir a dor e as inflamações no geral.

O óleo de canela tem efeito analgésico similar ao da morfina e não apresenta toxicidade nem efeitos colaterais. “Hoje, (a morfina) é o analgésico mais utilizado em estágios terminais de tratamento de dores causadas pelo câncer. O problema é que a morfina é uma droga que atua no sistema nervoso central, ou seja, causa dependência e aí o paciente necessita ingerir doses cada vez maiores para causar o mesmo efeito analgésico anterior”, explica o professor.

*Com informações do IF Baiano.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.