• Portal do Servidor
  • SEI
  • RH Bahia

Notícias

29/12/2017 12:10

Secti expande trabalho de popularização de CT&I na Bahia em 2017

Com tema de caráter transversal às diversas secretarias, em 2018, a Secti vai fomentar a CT&I com o projeto Bahia Global.

Popularizar a Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) para todos os baianos. Esta foi a proposta alcançada pela Secretaria da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) em 2017 com a realização da 1ª edição da Campus Party na Bahia, dos Hackathons ‘Desafios Bahia’ e da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, bem como a construção das Praças da Ciência e criação dos programas Startup Bahia e Rede Giga Bahia. O projeto Bahia Global vem com toda força para 2018, integrando todas as ações em CT&I do Estado, para fortalecer o setor e todo o ecossistema baiano.

Para o Chefe de gabinete da Secti, Rodrigo Hita, em 2017, a pasta foi oxigenada e uma agenda foi construída, priorizando a inovação como estratégia central na pretensão da população entender a importância da CT&I. “Todas as nossas ações estavam com este foco, como fator preponderante e essencial para o futuro dos jovens. Acredito que acertamos e cumprimos com o papel da Secti, propiciando a produção de conhecimento, a transformação do conhecimento em soluções e a transformação de soluções em ganhos para sociedade”, disse Hita.

As expectativas para 2018 são ainda melhores. O secretário da pasta, Vivaldo Mendonça, destaca que este “foi um ano de muito aprendizado, de repactuação das relações e, sobretudo, de planejamento para a inauguração de um novo tempo onde há a necessidade de organização de uma política da CT&I no estado, em um patamar que nos permita um ciclo longo de realizações e integração com as políticas públicas conectadas a uma agenda global”, disse Mendonça. “Foi isso que nós fizemos, seguindo a proposta de governo, construímos uma agenda estadual consolidada, pautada na integração institucional e voltada para atender às demandas da sociedade, incorporada a uma agenda internacional e globalizada”, completa.

O trabalho da Secti tem caráter transversal às diversas secretarias, buscando atuar em conjunto na solução de problemas comuns. A Secti conta ainda com o trabalho conectado ao da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb), além do Centro de Pesquisas e Desenvolvimento (Ceped) e do Museu de Ciência e Tecnologia do Estado da Bahia (MCT), este recentemente transferido, em definitivo, para a gestão da pasta de tecnologia.

Praças da Ciência

2017 teve início dando sequência ao projeto Praças da Ciência, com a proposta de popularizar a ciência com a construção de espaços públicos lúdicos e interativos, despertando nos jovens o interesse por conhecimentos em tecnologia e inovação. Já foram inauguradas 29 praças com a instalação de oito equipamentos educativos cada: Conchas; Bicicleta Geradora; Harpa; Alavanca; Gangorra de comprimentos diferentes; Cadeira Giratória; Balanços de comprimentos diferentes e Basquete giratório.

Jovens de Queimadas, Muritiba, Mulungu do Morro, Caém, Maetinga, Caetité, Irecê, América Dourada, São Miguel das Matas, Biritinga, Brumado, Aurelino Leal, Senhor do Bonfim, Uauá, Catu, Nova Canaã, Jitaúna, Condeúba, Oliveira dos Brejinhos, Araci, Muquém do São Francisco, Uruçuca, Nazaré, Andaraí, Belo Campo, Piatã, Cruz das Almas e Juazeiro (duas unidades) já foram beneficiados.

Campus Party Bahia

Realizada entre os dias 9 e 13 de agosto, a Campus Party Bahia superou todas as expectativas. Com cerca de 80 mil visitantes e seis mil campuseiros, a CPBA bateu recorde de público das edições regionais e o resultado foi a exaltação do que é produzido de melhor em tecnologia e inovação pelos jovens baianos. “A CPBA consolida o entendimento que a CT&I servem a todos os públicos e de todas as idades. O evento na Bahia conseguiu dialogar de forma democrática, gerando grandes oportunidades para o desenvolvimento do que é produzido no estado com alta tecnologia, alinhadas com a proposta do Governo da Bahia”, disse o secretário Vivaldo Mendonça.

Sobre a possibilidade de uma segunda edição do evento em 2018, o secretário Vivaldo diz que os benefícios vêm desde antes, durante e após a CPBA e cita a ‘tradição’. “Dizem que é mais difícil fazer a primeira edição, depois às próximas sempre acontecem. Com o sucesso desta edição, as condições para a realização da próxima foram criadas. Esse é um diálogo que vamos fazer”, sinaliza.

Núcleo de Robótica de Canudos

Como desdobramento da CPBA, o Governo do Estado, através da Secti, entregou o Núcleo de Robótica de Canudos, instalado na Universidade do Estado da Bahia (Uneb), no sertão baiano. O Núcleo tem a proposta de ser um espaço para as primeiras noções de programação e a prática de robótica que fomente a inclusão sociodigital, visando o desenvolvimento econômico e social de uma região marcada pela seca. O laboratório já atende 80 jovens, em duas turmas de 40 pesquisadores e estudantes da universidade, sendo que a cada quatro meses novas turmas são abertas, ou seja, em fevereiro de 2018, novos jovens terão acesso à CT&I.

A inauguração aconteceu no dia 5 de outubro, em comemoração aos 120 anos da Guerra de Canudos, com a entrega do laboratório montado com equipamentos cedidos pelos Governos Estadual e Federal, através do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), e com apoio financeiro e técnico do Instituto Campus Party, através do seu presidente Francesco Farruggia, junto com a Secti, para viabilizar a operação do espaço. O Núcleo conta também com impressora 3D, drone, robô, dentre outros equipamentos.

Hackathon Desafios Bahia

O Hackathon Desafios Bahia, lançado pela Secti, trata-se de uma maratona de programação que reúne estudantes e profissionais afins às áreas de tecnologia, informação e comunicação, em busca de encontrar a melhor solução para um determinado tema. Apenas em 2017, a Secti realizou quatro edições do Hackathon Desafios Bahia, sendo a primeira delas, em parceria com a UFBA, com foco no combate à violência contra a mulher. Dentro da Campus Party Bahia foram promovidas duas edições com desafios voltados para as áreas de emprego e mobilidade, estes em parceria com as Secretarias do Desenvolvimento Urbano (Sedur) e do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre). A quarta edição do Hackathon Desafios Bahia foi realizada dentro da Fenagro, em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), tendo como tema a Agricultura Familiar. Em 2018, a Secti planeja promover novos desafios, aguçando a participação da sociedade e academia na busca de soluções que gerem benefícios para a sociedade.

Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

Com o tema “A Matemática Está em Tudo”, a Secti realizou a 14ª edição da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT). Entre outras ações distribuídas em todo o estado, e com foco também na popularização da ciência, o maior evento de iniciação científica e tecnológica do país aconteceu em local de grande circulação de pessoas, a praça de serviços do Salvador Shopping. Realizada anualmente no mês de outubro, a SNCT oferece à população a oportunidade de conferir de perto, gratuitamente, o que há de mais inovador nas áreas de ciência, tecnologia e inovação na Bahia. Foram diversos stands, com expositores, novidades, aplicativos, ferramentas, robôs, drones, jogos, dentre outras atrações.

Parque Tecnológico da Bahia

Em setembro de 2017, o Parque Tecnológico da Bahia completou cinco anos de criação, celebrando cases de sucesso. Em comemoração, a Secti criou a série documental, em três edições, ‘De Rolé no Parque’, abordando a gestão e as empresas instaladas no Tecnocentro Bautista Vidal, bem como o Guia de Serviços das Startups, com foco nos produtos e serviços desenvolvidos e pensados dentro do Parque Tecnológico da Bahia. São 23 empresas residentes e incubadas, apoio do Sebrae, e seis instituições de pesquisa, entre elas o Centro de Integração de Dados e Conhecimentos para Saúde (Cidacs) do Instituto Gonçalo Moniz, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que completou o primeiro ano desenvolvendo informações científicas para políticas e ações na área da saúde, através de dados de mais de 100 milhões de brasileiros, em uma base única. 

Com diversos negócios e pesquisas nas áreas de biotecnologia e saúde, tecnologia da inovação e comunicação, e energias e engenharias em desenvolvimento, o coordenador do Tecnocentro, Igor Galvão, diz que o trabalho do Parque em 2017 foi para garantir a expansão e novas oportunidades para 2018. “Trabalhamos na viabilização de dois novos laboratórios a serem inaugurados em 2018: o primeiro laboratório do Brasil de certificação de placas fotovoltaicas, o LabSolar, já em fase de teste, e o laboratório que testa tecnologias no conceito de cidades inteligentes, o Living Lab (laboratório vivo), resultado de uma parceria da Ufba com o Instituto Fraunhofer, da Alemanha, já em conclusão”, explica o coordenador. Igor ainda informa que o lançamento do novo edital para incubação de pelo menos mais 15 startups está previsto para 2018.

Rede Giga Bahia

O mundo inteiro utiliza a internet e mais da metade da população brasileira usa a rede mundial de computadores, através de conexão em banda larga, se tornando um item importante para o desenvolvimento social e econômico. Diante desse cenário, o Governo do Estado da Bahia, por meio Secti avança, com o projeto Rede Giga Bahia, também conhecido de forma técnica pelo nome Infovia Digital da Bahia (IDB). A iniciativa visa levar conexão em Banda Larga, incluindo pontos de fibra ótica, para todas as unidades pertencentes à administração estadual, instaladas nos 417 municípios presentes na Bahia.

Em 2018, a expectativa é a implantação de 23 pontos de interesse, gerando a redução do custo operacional do Estado; melhorando de forma significativa a qualidade dos serviços públicos que dependem de conexão de dados; e integrando as instituições de ensino e pesquisa do interior e da capital, dando maior dinamicidade às pesquisas. Desta forma a Secti fomenta e difunde o uso e o fornecimento de bens e serviços de tecnologias de informação e comunicação, com vistas à massificação do acesso à informação, e acelera o desenvolvimento econômico e social, através da promoção da inclusão digital, contribuindo para redução das desigualdades socioeconômicas e fomentando a geração de emprego e renda.

Startup Bahia

O programa de empreendedorismo e inovação ‘Startup Bahia’ é uma nova política pública do Governo do Estado que vai apoiar startups de toda a Bahia desde o seu nascimento até a consolidação no mercado, tendo como proposta a integração das ações das diversas secretarias e órgãos envolvidos com esta temática, de forma a garantir efetividade na gestão dos recursos e potencializar e fortalecer o ecossistema baiano de inovação tecnológica.

As diretrizes do Programa foram construídas em dezembro de 2017, de forma participativa, com representantes de empresas, aceleradoras, indústrias, associações, universidades, institutos, além de investidores e poder público, com previsão para lançamento no primeiro trimestre de 2018. Além da Secti e da Companhia de Processamento de Dados do Estado da Bahia (Prodeb), a nova agenda integra as Secretarias da Educação (SEC), do Planejamento (Seplan), de Comunicação Social (Secom), do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), Casa Civil, da Administração (Saeb), de Desenvolvimento Econômico (SDE) e de Cultura (Secult).

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.