• Portal do Servidor
  • SEI
  • RH Bahia

Notícias

08/03/2018 16:00

Secti busca soluções tecnológicas para semiárido baiano

Estudos e pesquisas em tecnologia ajudam a mitigar os efeitos ocasionados pela seca no semiárido baiano

Conhecer estudos referentes ao semiárido na área de tecnologia foi o que motivou a visita de uma comitiva da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) à Campina Grande, na Paraíba. O objetivo é firmar parceria para uma cooperação técnica com o Instituto Nacional do Semiárido (Insa), trazendo ações tecnológicas que mitiguem os efeitos ocasionados pela seca no semiárido baiano.

O chefe de Gabinete e a superintendente de Inovação da Secti, Rodrigo Hita e Clarissa Amaral, respectivamente, acompanhados pelo professor Luiz Paulo Neiva, diretor do campus da Uneb de Canudos, passaram a quarta-feira (7), conhecendo a estrutura e as ações desenvolvidas em uma ampla infraestrutura de 3646 m², onde articula, realiza, promove e divulga a ciência, a tecnologia e a inovação.

Segundo Hita, o intuito é implantar uma unidade do Instituto Nacional do Semiárido na Bahia, a ser instalado no Centro Vocacional de Tecnologia, em Canudos, e com o fomento da Fapesb, através dos seus pesquisadores, conseguir estudar e desenvolver ações aqui na Bahia em prol da população do semiárido.

O Insa

O Insa é uma unidade de pesquisa integrante do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), com enfoque no Semiárido brasileiro, que se estende por grande parte dos nove estados do Nordeste (Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe) e também pelo norte de Minas Gerais, abrangendo uma população de 27.870.241 habitantes, sendo 62% na área urbana e 38% na rural.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.