• Banner
  • RH Bahia
  • RH Bahia
  • Casa Nova

Notícias

21/12/2018 10:00

Secti firma parceria com instituto paranaense

A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação da Bahia e o Lactec assinaram termo de cooperação na manhã desta quinta-feira (20). A parceria tem a proposta de fomentar e estruturar um plano de desenvolvimento de tecnologia na área de geração solar fotovoltaica, junto com a Secti, Universidade Federal da Bahia e Secretaria de Infraestrutura do Estado. O Lactec irá atuar nas instalações do Parque Tecnológico da Bahia, em parceria com Laboratório de Certificação de Componentes de Sistemas de Energia Solar Fotovoltaica (LabSolar).

O encontro serviu de preparação para a inauguração do LabSolar, que acontecerá no ano de 2019. Além disso, houve a aprovação do regimento interno do LabSolar, quando foi eleito o superintendente de energia e comunicações da Seinfra, Celso Rodrigues, como presidente do conselho do Labsolar. 

A reunião contou com a presença de representantes da equipe técnica da Secti, a superintendente de Desenvolvimento Científico da pasta, Sahada Josephina Luedy, e o chefe de Gabinete, Igor Galvão, além do presidente da Lactec, Luiz Fernando Vianna, de representantes da Seinfra, o superintendente de energia e comunicações, Celso Rodrigues e o diretor de energia Gilson Moraes, do diretor do instituto de física da Ufba, Ricardo Miranda e do professor e coordenador do Labsolar, Denis David.

“A Bahia possui um dos maiores potenciais de geração de energia elétrica a partir da fonte solar do Brasil, e o intercâmbio entre a Lactec e o Labolar servirá para fomentar e trazer uma visibilidade maior para o Estado.", destaca o chefe de Gabinete Igor Galvão.

Os Institutos Lactec funcionam há mais de 50 anos no mercado de inovação. A sua principal função é oferecer soluções inovadoras por meios de projetos de pesquisa e desenvolvimento de produtos e metodologias, ensaios laboratoriais, serviços técnicos especializados, consultorias e capacitação para os mais diversos segmentos da engenharia. A sede principal da instituição fica no estado do Paraná, com os principais laboratórios dentro da Universidade Federal do Paraná, com mais de 130 pesquisadores e mais de 100 mestres e doutores.

 
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.