• Informativo

Notícias

19/06/2021 11:10

Espaço Colaborar é inaugurado em Amargosa

Ambiente de coworking idealizado pela Secti potencializa o empreendedorismo local

A Bahia está construindo a maior rede de espaços de empreendedorismo e inovação do Brasil com a entrega de unidades do Espaço Colaborar em todo o estado. O projeto, que é capitaneado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), em parceria com o Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), tem por objetivo potencializar empreendedores e pequenos negócios voltados para a área de inovação. Amargosa recebeu seu espaço neste sábado (19), durante a passagem do governador Rui Costa pela cidade amargosense para a entrega de obras. Nos últimos meses, cidades como Itaparica, Cruz das Almas, Caetité e Santo Antônio de Jesus também inauguraram seus ambientes.

O lançamento do Espaço Colaborar marca a requalificação dos antigos Centros Digitais de Cidadania (CDC), que chegará em 24 cidades na primeira etapa, e mais 17 na segunda, tendo sido a unidade de Irecê a primeira a ser entregue em agosto de 2019. O local, que funciona como um ambiente de coworking, está disponível para toda a população do município, com foco no ecossistema de inovação, composto por pesquisadores, empreendedores, donos de micro e pequenos negócios, etc, onde eles podem realizar reuniões de trabalho, encontros profissionais, entrevistas, treinamentos, palestras, entre outros.

O Espaço Colaborar traz ferramentas para trabalho, como computadores, mobílias de escritório, como mesas e cadeiras, além de televisão e aparelho de videogame para momentos de descontração entre compromissos profissionais e acesso à internet. Em seu lançamento, a equipe responsável pela inauguração realiza um processo chamado “ativação do ecossistema de inovação”, quando diversos entes como a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), a Associação Comercial da Bahia (ACB), além de universidades, Institutos Federais, empresas e escritórios do Sistema S, a exemplo do Senai, são acionados e comunicados sobre o lançamento, a fim de direcionar o uso e a ocupação para o público-alvo.

Mais 11 cidades receberão esses Espaços no próximo semestre, e, no primeiro semestre de 2022, outras 12 completarão um total de 24 equipamentos inaugurados na primeira fase do projeto, com presença em quase todos os territórios de identidade da Bahia. De acordo com a secretária da Secti, Adélia Pinheiro, é importante estimular o empreendedorismo local, principalmente no atual cenário. “Permanecemos no nosso trabalho de apoiar aqueles que empreendem e fazem acontecer a inovação na Bahia. Buscamos, com espaços como esse, desenhar cenários que se sucedem para apoiar a população na recuperação econômica. Este é um local portador de futuro e que pode gerar renda e emprego para a nossa população”.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.