• banner

CEPED

O Centro de Pesquisas e Desenvolvimento (CEPED), vinculado na estrutura administrativa da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI), localiza-se no Polo Industrial de Camaçari, considerado o maior polo industrial integrado do Hemisfério Sul, com um ativo de US$ 22 bilhões, 15 mil empregos diretos e faturamento anual de US$ 15 bilhões, onde a petroquímica responde com 48% do valor bruto da produção, liderando a pauta de exportações do Estado. 

Desde sua fundação, em 1969, o CEPED vem se constituindo num parceiro fundamental à órgãos públicos e empresas privadas com o fornecimento de resultados de ensaios de identificação e caracterização de performance de materiais, preservação ambiental, monitoramento da qualidade de mananciais hídricos, das praias e do ar. 

Por força da Lei 7.435 de 30 de dezembro de 1998 a Fundação CEPED foi legalmente extinta, sendo suas atividades e patrimônio transferidos para a estrutura da Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Em 12 de junho de 2003, a Lei 8.631 recriou o CEPED como Órgão Suplementar da UNEB, com o mesmo nome e atividades da extinta Fundação CEPED. 

Em 26 de agosto de 2013 foi publicado o decreto Nº 14.719 transferindo o CEPED para a estrutura administrativa da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI) com as seguintes atribuições:

I - desenvolver estudos, visando à inovação tecnológica e social;
II - oferecer suporte tecnológico para as indústrias metal-mecânica, automotiva e cerâmica; construção e meio ambiente; e nas áreas de materiais, metrologia, química e engenharia;
III - prestar assistência às empresas vinculadas;
IV - atender às demandas dos setores produtivos público e privado por meio do desenvolvimento da oferta de serviços e produtos informacionais.

No ano de 2014 o Centro de Pesquisas e desenvolvimento - CEPED, após a efetivação de sua transferência para a estrutura da SECTI deu continuidade à prestação de serviços tecnológicos, com destaque para os ensaios químicos e microbiológicos, ensaios físicos e a incubação de empresas de base tecnológica.

Os serviços especializados de suporte científico e tecnológico prestados atualmente pelo CEPED são: emissão de laudos de ensaios físicos, químicos e microbiológicos, ambientação de projetos tecnológicos e incubação de empresas de base tecnológica.

Os laboratórios de ensaios químicos e microbiológicos possuem uma carteira (sistema LABWIN) com 1.790 empresas e pessoas físicas cadastradas, dos quais 200 clientes têm demanda constante de serviços tecnológicos do CEPED. Dentre os principais clientes, destaca-se o Instituto de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (INEMA), com o monitoramento sistemático da qualidade da água das bacias hidrográficas e praias do Estado.

Desde 2009, estes laboratórios estão habilitados, no sistema Brasileiro de Tecnologia (SIBRATEC), programa conduzido pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), órgão do Ministério da Ciência e Tecnologia, em duas redes temáticas de serviços tecnológicos: Rede Nacional de Análise de Alimentos (RENALI) e Rede de Saneamento e Abastecimento de Água (RESAG). O objetivo geral destas redes é apoiar prioritariamente as micros, pequenas e médias empresas quanto à prestação de serviços de metrologia, normalização e avaliação de conformidade, visando a superação de exigências técnicas para o acesso a mercados, assim como para atender demandas estratégicas do país.

A maior dinamicidade das atividades do CEPED depende de uma reestruturação que propicie a maior interação entre conhecimento e setores econômicos, de modo a gerar desenvolvimento econômico e social. Nesta perspectiva, está em curso a instalação do Núcleo de Laboratórios Compartilhados de Biotecnologia (LABIO) que deverá abrigar a mais completa infraestrutura laboratorial de pesquisa aplicada na área de biotecnologia da Bahia. O conjunto de laboratórios foi projetado para dar suporte às atividades de pesquisa e de desenvolvimento em áreas como a bioprospecção, biofármacos, kits para diagnósticos, soros, vacinas, terapia gênica e celular, entre outros.

Os equipamentos utilizados nos laboratórios de Ensaios Químicos e Microbiológicos são novos, a maioria adquiridos em 2016 e o restante cedidos pelo INEMA (convênio com a Agencia Nacional de Águas - ANA). 

Os equipamentos do Núcleo de Laboratórios Compartilhados de Biotecnologia (LABIO), adquiridos com recursos financeiros da ordem de R$ 11,6 milhões de convênio celebrado com o extinto Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), parte já se encontram instalados Centro de Estudos de Biorrefino, integrante do núcleo de Laboratórios Compartilhados de Biotecnologia, e o restante provisoriamente instalados nos laboratórios de Ensaios Químicos, aguardando a conclusão das obras do prédio principal dos Laboratórios Compartilhados de Biotecnologia para sua transferência e reinstalação.

No ano de 2018, o CEPED deu continuidade à prestação de serviços tecnológicos, especialmente para o monitoramento da qualidade de mananciais hídricos e de praias, por meio da emissão de Laudos de Ensaios Químicos e Microbiológicos e nos laboratórios de Ensaios Físicos, gerando uma receita total de R$ 2.434.019,70 (dois milhões quatrocentos e trinta e quatro mil, dezenove reais e setenta centavos).

Recomendar esta página via e-mail: