• Informativo

Observatório de Ciência, Tecnologia e Inovação da Bahia

Cumprindo a sua competência regimental e o compromisso de promover a estruturação e a atuação cooperada dos atores do ecossistema de Ciência, Tecnologia e Inovação do estado, previsto no PPA 2020-2023, a SECTI apresenta a Plataforma Observatório de Ciência, Tecnologia e Inovação da Bahia. Através da produção, apresentação e difusão de dados e informações de campos de interface da CT&I, objetiva auxiliar a formulação de políticas públicas, a produção de novos conhecimentos e tecnologias, incentivando a inovação no nosso estado.

A reunião, disponibilização e disseminação de informações estruturadas em C,T&I é então foco desta ação, que também contempla iniciativas para estruturação de bases instrumentais e organizacionais de colaboração e integração dos atores de modo a garantir a atualização e sustentabilidade da plataforma.

Dada a complexidade de informações que abrangem os atores que compõem o Sistema Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, a Plataforma foi projetada com arquitetura modular. Dessa maneira, na primeira etapa de sua implantação, os usuários poderão consultar o perfil da Educação Básica, Profissional, Superior e Pós-graduação; dos projetos apoiados e bolsas concedidas pela Fapesb; e do Emprego e Renda na Bahia.

Posteriormente, de forma gradual, serão inseridas mais informações relacionadas a aspectos relacionados às competências científicas e tecnológicas e infraestrutura instalada de laboratórios e equipamentos disponíveis nas instituições que produzem ciência e tecnologia na Bahia. Outras informações e dados que serão incorporados na terceira fase são: demandas tecnológicas dos setores produtivos; fontes de fomento e financiamento para o desenvolvimento de tecnologias; identificação dos arranjos produtivos locais; dos habitats de inovação; e entidades setoriais.

O Observatório de C,T&I funcionará, então, como um instrumento de integração e produção de informações de governo, instituições de ciência e tecnologia, setor produtivo, a sociedade civil organizada e, finalmente, como um radar tecnológico que aponte oportunidades a partir da articulação de competências e demandas dos atores do sistema. Desse modo, contribuirá não apenas na melhoria da interlocução entre os segmentos do rico ecossistema, como também auxiliará a Secretaria e demais órgãos do estado na tomada de decisão e construção de políticas públicas.

O Observatório já está disponível e pode ser acessado neste link.
Recomendar esta página via e-mail: