• IV CCTI
  • Informativo

Notícias

26/09/2019 10:00

Concitec toma posse e aprova realização de Conferência

Em um momento histórico para o estado da Bahia, levando em consideração o atual cenário do ramo científico no país, o Conselho Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (Concitec) realizou, na tarde desta quarta-feira (25), no Espaço Lazareto da Fundação de Amparo à Pesquisa da Bahia (Fapesb), a primeira reunião com os novos membros, titulares e suplentes, dos setores acadêmico, privado e público. A retomada do Conselho, que estava há três anos pausado, marca o início de um novo caminho para trilhar o avanço do estado.

A secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), Adélia Pinheiro, que presidiu o Conselho, representando o governador Rui Costa, estabeleceu a posse e ressaltou a satisfação em recuperar a equipe. “Sem o Concitec, a Bahia perderia o diálogo com a sociedade e o ecossistema de inovação, que já proporcionaram resultados positivos ao longo dos últimos tempos”, afirmou a secretária.

Após a apresentação dos empossados, Adélia relembrou que a recomposição do Conselho já estava sendo trabalhada como pauta primordial na Secti. Segundo ela, a meta agora é contar com o apoio dos novos membros para atualizar o Marco Legal de Ciência e Tecnologia, que após passar pela Procuradoria Geral do Estado (PGE), será entregue à Casa Civil para que possa, posteriormente, tramitar na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba).

Ao longo do encontro, o assessor de Planejamento e Gestão da Secti, Edson Valadares, apresentou aos membros a organização da IV Conferência Estadual de CT&I, que foi aprovada pelo Conselho e acontecerá após uma série de conferências regionais sobre o mesmo tema. O objetivo é atualizar a política estadual do setor, que data de 2004. “Estamos na era da produção inteligente e precisamos atualizar nossa legislação para atender as demandas dos atores na contemporaneidade”, disse.

Após as apresentações, os participantes puderam realizar um diálogo quanto as futuras deliberações e elucidaram os principais questionamentos sobre o cenário atual. No encerramento, a secretária Adélia concluiu que “é uma enorme satisfação liderar este Conselho, porque nós, que estamos na regência das políticas sociais de CT&I, precisamos assumir a responsabilidade para atender não somente a capital, mas a todos os municípios do interior. Existem lugares que estão cheios de perguntas sem resposta, onde há espaço para a ciência, a tecnologia e inovação atuarem. A diversidade da Bahia é enorme e precisamos trabalhar para todos”.

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.